O que é prazer para mulher de verdade?

Uma mulher deitada sobre um lençol branco com uma mão passando suavemente sobre seu pescoço. Ela está usando um sutiã preto e tem a boca entreaberta.

Quando falamos do prazer para mulher, é comum ouvirmos relatos de amigas que não sentem prazer nas relações sexuais ou que nunca tiveram um orgasmo. Pode ser comum, mas isso não quer dizer que devemos normalizar e concluir que “é assim mesmo”. Não é certo fazer sexo sem sentir prazer! Ao contrário do que ainda é difundido popularmente em alguns círculos, mulheres gostam sim de sexo e querem sentir prazer. Mas afinal, o que as mulheres realmente querem na cama? Do que falamos quando falamos de prazer para mulher?

 

Mulheres não ligam para sexo? 

Tanto a anatomia masculina quanto a cultura machista em que vivemos fazem com que, para os homens, seja muito mais fácil ter prazer no sexo. Mas isso não quer dizer que as mulheres tenham uma capacidade menor para o prazer, muito pelo contrário. O clitóris é um órgão com milhares de terminações nervosas, que existe exclusivamente para o prazer feminino! Infelizmente, apesar disso, na cultura machista em que vivemos, ainda é difundida a ideia de que “mulher não liga pra sexo”, e por isso, os parceiros tendem a acabar se esforçando menos para agradar. 

Antes de mais nada, vamos derrubar esse mito: mulheres gostam sim de sexo, tanto quanto os homens, e são igualmente capazes de sentir prazer e ter orgasmos. Se isso não está acontecendo, a culpa não é delas! Às vezes os parceiros realmente não fazem questão de agradar, e isso é algo de que ninguém gosta, claro, ter um parceiro egoísta; mas sabemos que não é a maioria dos casos. Muitos homens querem sim agradar suas parceiras (e se você é um homem lendo esse texo, imaginamos que seja seu caso). 

shutterstock 1378413377

Performance não é tudo 

O que acontece na maior parte do tempo é que os parceiros não sabem o que fazer. A educação sexual que meninos e meninas recebem é quase inexistente e pouco focada no prazer. Logo, eles acabam imitando o que veem na pornografia: um sexo performático, focado no prazer masculino, em geral que começa de repente, já parte para a penetração e resulta em orgasmos escandalosos em poucos minutos. O clitóris, coitado, nem participa da ação. 

Porém, o que o pornô mostra é o oposto do que as mulheres costumam considerar como sexo bom. Em geral, o que mais agrada é levar tudo com calma, sem fazer pressão para nada, caprichando nas preliminares, prestando muita atenção na parceira e com foco muito mais no clitóris do que na penetração. Isso é, de fato, levar o prazer da mulher em consideração. Enfim, já entendemos a importância de dar a devida atenção ao prazer feminino. Mas por onde começar? 

 

Diálogo é sexy

Vai transar pela primeira vez com uma pessoa nova? Pergunte do que ela gosta. Está em um relacionamento há anos? Continue perguntando do que sua parceira gosta. Parece simples demais, mas é mesmo: o diálogo é algo muito, muito importante no sexo. Não existe nada mais afrodisíaco do que a atenção: ouvir, se interessar, querer saber de fato o que alguém pensa e do que gosta. Não existe uma fórmula secreta ou receita milagrosa que vai gerar um orgasmo em 5 minutos, mas existe um caminho para agradar, e ele passa, sem dúvida, por uma conversa aberta e sincera! 

Vale conversar antes, depois…durante, se quiser! O importante é procurar saber (e não adivinhar) o que sua parceira quer. Cada pessoa é diferente, e no sexo isso fica ainda mais evidente. Cada pessoa pode gostar de coisas diferentes, em momentos diferentes da vida, então não precisa ter medo de perguntar se aquilo está funcionando, e se não estiver, descobrir o que funciona e mudar. Também não precisa se ofender caso sua parceira não goste de algo! Isso só passa a mensagem de que o prazer dela é menos importante que o seu orgulho.  

 

shutterstock 1347911969

O maravilhoso mundo das preliminares 

Quanto mais se “constrói” o prazer, acumulando uma carga que só é liberada depois, melhor o orgasmo. É aí que entram as preliminares: ao invés de partir desesperadamente para a penetração, é muito mais interessante focar em todo o resto do corpo antes, e ir devagar. Bem devagar. E tem muito o que fazer, viu? 

Cada pessoa tem suas zonas erógenas onde sente mais prazer, e descobrir isso na sua parceira pode ser a melhor parte do sexo. Beije, acaricie e explore todo o corpo, sem pressa de chegar nas genitais. Aliás, quanto mais você demorar para fazer isso, melhor, pois a excitação só aumenta. As chances de um orgasmo incrível começam aí!

Além disso, sexo oral (que ainda é polêmico, é sexo ou preliminar? Mas não faz diferença aqui). Faça! Se a sua parceira gostar, é claro. Um sexo oral bem feito, caprichado e sem pressa é algo que a maioria das mulheres valoriza muito. 

 

O clitóris existe por um motivo 

Penetração pode ser ótimo, mas para algumas mulheres, não é tudo isso. E tudo bem! Estimular o clitóris, seja antes ou durante a penetração, costuma ser bem mais interessante para a maioria das mulheres e levar ao orgasmo com mais facilidade. Muitas mulheres não conseguem chegar ao orgasmo apenas com a penetração, sem nenhum tipo de estímulo no clitóris, então vale a pena dar uma atenção especial a ele. 

Posições em que o clitóris é estimulado podem ser uma boa alternativa (e isso vocês descobrem testando). Além disso, se sua parceira gostar ou tiver interesse em experimentar, trazer sex toys de uso individual ou para casais para o sexo pode ser super divertido e apimentar as coisas. Pode ser com os dedos, com a língua, ou durante a penetração, mas nunca deixe o clitóris de lado. Vai valer muito a pena dar atenção para ele!

Em resumo, seja paciente, dê atenção ao que sua parceira quer, converse, ouça, e não seja egoísta. Assim, o sexo fica muito melhor e todo mundo termina feliz. 

Se quiser receber conteúdos por e-mail e ficar a par de todas as novidades do sex shop, novos posts no blog, novos produtos e promoções, assine a nossa newsletter e siga nosso perfil no Instagram! Assim você fica sempre por dentro de tudo no mundo da sexualidade e do prazer.

E lembre-se sempre do seguinte: a vida é muito curta para não gozar! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *