O que é squirting? Mitos e verdades sobre a ejaculação feminina

squirting

Em meio aos muitos mitos e verdades a respeito da sexualidade feminina, uma das polêmicas menos discutidas e menos estudadas (mas não menos polêmica por isso) até hoje é o squirting. O que é isso? Existe ou não existe? Pode acontecer com qualquer pessoa? É xixi? Não é xixi? É a mesma coisa que um orgasmo? Mulheres ejaculam? Bom, está na hora de falar sobre isso. Vamos aprender um pouco sobre squirting ou ejaculação feminina! 

 

O que é squirting?

 Talvez você já tenha ouvido falar, mas não sabe o que significa. Ou então pode ser que você nunca nem tenha ouvido falar nesse termo – afinal ainda existe um imenso tabu rodeando vários aspectos da sexualidade feminina. Um dos maiores, infelizmente, ainda é sobre o squirting, ou ejaculação feminina. Quem ouviu falar, geralmente, foi por meio da pornografia (que convenhamos, não serve para informar muita coisa). Às vezes isso acontece com as mulheres e elas ficam assustadas, envergonhadas, sem ideia do que está acontecendo, quando na verdade é algo perfeitamente natural. Enfim, passou da hora de desmistificar o squirting, não é?

Apesar de ser comumente chamada de ejaculação feminina (e chamaremos aqui também para facilitar), o que acontece no squirting é bem diferente do que costumamos entender por ejaculação, no caso, a masculina. A ejaculação feminina é um fenômeno involuntário, que ocorre quando o corpo é excitado e estimulado e faz a contração do assoalho pélvico, liberando fluidos a partir da vulva. Por isso o nome, squirting, que em inglês quer dizer “esguichar”.

O líquido que é expelido, ao contrário do que acontece na ejaculação masculina, não tem nenhuma função reprodutiva. No entanto, sua composição ainda não foi estudada a fundo, então não sabemos exatamente do que é feito. O que se sabe é que ele é produzido nas glândulas de Skene ou parauretrais, que ficam entre a bexiga e a uretra.

squirting ou xixi

Squirting ou xixi?

Quem não conhece muito sobre o fenômeno fisiológico da ejaculação feminina pode acabar confundindo o que acontece com um momento de incontinência urinária durante o sexo. Apesar de isso ser possível de acontecer, o líquido expelido durante o squirting é diferente do xixi. Ele também é diferente da lubrificação que é produzida naturalmente pela vagina (que também pode gerar confusão). Cada um tem uma função diferente.

Mas afinal, o que é então? A substância expelida durante o squirting é um líquido transparente e sem cheiro, e em sua composição há um pouco de urina sim – mas também existe uma proteína que é encontrada no sêmen masculino. Ou seja, é possível confundir o que está acontecendo, se é squirting, lubrificação ou xixi, mas apesar de ainda ser pouco estudado, o squirting é sim algo diferente! 

Um outro componente desse líquido é a enzima PDE5, que provoca relaxamento instantâneo no corpo. Isso nos dá uma pista da função do squirting: ele funciona como um sistema de resfriamento para o corpo quando ele está excitado demais, fazendo com que ele relaxe e dê uma pausa em toda a excitação. Já a lubrificação é algo que contribui para o aumento da excitação, ou seja, bem diferente. Isso é o que se sabe sobre a ejaculação feminina – e é muito pouco, concorda?

 

Squirting além do pornô

Boa parte da educação sexual que meninos e meninas conseguem adquirir até hoje ainda vem, infelizmente, da pornografia. Por isso, ao mesmo tempo em que existe todo esse mistério e até vergonha (por falta de informação) ao redor do squirting, existe também uma cobrança em relação a isso. Alguns parceiros (em geral, mas não apenas, homens heterossexuais) cobram isso de suas parceiras por verem no pornô, e entenderem que squirting é sinônimo de um orgasmo de verdade. 

Porém, uma coisa é fato: a pressão é inimiga do prazer. Se você descobriu que isso existe agora e quer saber se seu corpo é capaz disso, antes de mais nada, relaxe e não se cobre. Depois, experimente novas posições, novos tipos de estímulo – com os dedos, com sex toys ou com parceiros(as). Não existe receita ou segredo, mas algo em comum que as mulheres que tem squirting relatam é estar muito relaxada e confortável. 

Algumas mulheres têm orgasmos com ejaculação com frequência, outras de vez em quando, e outras nunca têm, e não tem problema nenhum nisso! Não há vergonha nenhuma se acontecer, e que bom, é apenas mais um jeito do corpo sentir prazer. Também não é nenhuma falha se não acontecer. Não quer dizer que o sexo não tenha sido bom! Aproveite tudo o que o seu corpo proporciona, independente de como seja. 

 

squirting

Orgasmo e squirting são a mesma coisa? 

Isso é um mito. Para um homem cis, talvez ter um orgasmo e ejacular sejam sinônimos, certo? Mas quando falamos de ejaculação feminina, é possível ter um orgasmo sem ejacular. Inclusive, é possível ter orgasmos incríveis, até múltiplos, e nunca ejacular. Também é possível ejacular sem ter um orgasmo ao mesmo tempo, apenas sentindo muito prazer (mas sem as características que definem o orgasmo por si só). 

Ainda não se sabe porque algumas mulheres ejaculam e outras não, mas o que sabemos é que cada corpo é único e sente prazer do seu jeito. Ejaculação não quer dizer que o prazer foi maior (esse é talvez o mito mais repetido por aí). Do mesmo jeito, a ausência de squirting não quer dizer que o prazer foi menor. Por isso, vamos parar de reproduzir mitos e desinformação, e também deixar a vergonha de lado? Se acontecer com você, curta a sensação, e se não acontecer, curta o sexo do mesmo jeito!

Se quiser receber conteúdos por e-mail e ficar a par de todas as novidades do sex shop, novos posts no blog, novos produtos e promoções, assine a nossa newsletter e siga nosso perfil no Instagram! Assim você fica sempre por dentro de tudo no mundo da sexualidade e do prazer.

E lembre-se sempre do seguinte: a vida é muito curta para não gozar! 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *